ECOFY

Fatores projetuais do design no século 21

O design é sobre pessoas: pessoas criando coisas para pessoas. Isso nos leva rigorosamente à critica da função, da razão e das consequências por trás de tudo o que é produzido materialmente em nossa sociedade.

O design é sobre pessoas: pessoas criando coisas para pessoas.

Tudo o que está à nossa volta - fora a natureza - foi feito ou moldado por alguém nos últimos séculos, principalmente nos últimos 200 anos. Isso nos leva à refletir sobre a função, a razão e as consequências por trás de tudo o que é produzido materialmente em nossa sociedade.

Sejam produtos digitais ou físicos, quais são suas consequências, de onde vieram e o que foi necessário para chegarem até nós?

Com a tecnologia, criamos novos hábitos e agregamos cada vez mais objetos e serviços ao nosso dia-a-dia.

Mas quais os efeitos de toda esta tecnologia que estamos incorporando em nossas vidas?

Por exemplo, quais os efeitos físicos e psicológicos que as redes sociais nos causam? Assim como quais os impactos de utilizar o celular por horas ao dia? E como impactamos o meio ambiente ao criar e descartar tanta tecnologia?

Por influenciar em inúmeras áreas, o design deve levar em conta o máximo de fatores que influenciam diretamente a vida dos indivíduos e da sociedade como um todo.

Walter Groupies, fundador da Bauhaus que é considerada uma das fundações do design moderno, defendia a formação de um gestalter ou profissional total, que atuaria em projetos em escala de objetos manuais até projetos em escala de construções amplas e coletivas, como o urbanismo e a arquitetura, focando majoritariamente na função na qual o produto do projeto viria a executar.

Um pouco mais recentemente, Joaquim Redig, um pioneiro no desenho industrial brasileiro, nos anos 70 conceituou em seu livro Sobre desenho industrial, que projetar através do design seria unir 9 fatores que refletem seus impactos na sociedade e no ser humano.

Estes 9 fatores certamente estão presentes em todos os objetos e construções a nossa volta. Por isso, como designers, é necessário estudarmos estas diversas áreas do conhecimento para que os produtos do futuro não reincidam em erros e equívocos que o design moderno cometeu em um passado recente.

O mundo mudou muito desde os anos 70. Mesmo assim - com algumas ressalvas - os mesmos fatores conceituados por Redig são norteadores para qualquer designer ainda no mundo de hoje.

Ainda que tenhamos digitalizado e automatizado muitos dos processos e funções nas últimas décadas, ainda produzimos e consumimos produtos idealizados e feitos por pessoas, em algum lugar do mesmo planeta, utilizando matérias-primas da mesma natureza e sendo trocados e comercializados no mesmo sistema econômico dos anos 70.

Por isso, é necessário fazermos uma análise atualizada para o século XXI e reinterpretarmos seus significados e implicações.

Abaixo faço uma reordenação dos fatores por importância e criticidade para os tempos atuais, além de uma análise breve de cada um:

Fatores no século XXI

ECOLOGIA

"Atente para o ciclo de vida do produto desenhado; conserve e proteja..."

Quais os impactos ambientais?

Fator mais crítico mas não mais importante que os demais, é essencial entender o meio em que estamos inseridos, de onde vem e para onde vão nossas criações e seus impactos positivos e negativos no meio ambiente.


ANTROPOLOGIA

"Observe o comportamento e as idéias do cliente/consumidor/usuário."

Como chegamos aqui para produzirmos? Entender as origens do ser humano, sua evolução como espécie e o que criamos materialmente e culturalmente.


ECONOMIA

"Pense que a sua estética é a industrial e que sua ética é profissional."

Como será a produção e o consumo em escala? Compreender em diferentes escalas a dinâmica de como são produzidos e consumidos os bens e serviços em nossa sociedade.


ERGONOMIA

"Perceba que "custo" é um parâmetro; mas o que interessa é o valor."

Como será utilizado? Entender as regras físicas naturais dos seres humanos para incorporá-las ao produto.


FILOSOFIA

"Respeite a natureza humana - adequação - e torne a vida + confortável."

Por que será utilizado? Compreender quais os fundamentos do pensamento e as ideologias que estarão por trás de cada produto.


PSICOLOGIA

"Desenvolva necessariamente a sua percepção e criatividade."

Quais os impactos psicológicos? Analisar os processos e comportamentos de indivíduos e grupos de indivíduos.


GEOMETRIA

"Habilite-se para simplificar - síntese - e dominar - coerência - as linhas."

Como será o desenho? Interpretar o mundo e representar as coisas através da matemática e suas formas geométricas.


MERCADOLOGIA

"Compare a qualidade dum produto com o seu preço & promoção."

Qual será o valor? Entender a dinâmica de trocas na economia e quais os fatores que gerarão valor.


TECNOLOGIA

"Estude as matérias-primas; a obtenção de materiais e a fabricação."

Como será produzido? Compreender como propriamente produzir as coisas.

Referências

REDIG, J. Sobre desenho industrial. Rio de Janeiro: ESDI, 1977.

Atualizado em 17/06/2021.
Marcos Duarte | ECOFY

Marcos Duarte

Chief Design Officer (CDO) da Ecofy, Designer há 14 anos e Gestor Ambiental